Este blog pode conter links de afiliados, que são indicações de produtos remuneradas por comissão, mas o importante é que você não paga nada a mais por isso quando compra por nossas indicações.

Como fazer banho maria para conseguir um pudim perfeito

Saiba como fazer banho-maria

As receitas que fazem mais sucesso por aqui são receitas de pudim (e também o post sobre como congelar o pudim que sobrou, hehehe).



Para cozinhar um pudim perfeito, é imprescindível saber fazer um banho-maria, por isso eu dou as dicas aqui das etapas de banho-maria que você precisa seguir e também, ao final das etapas, como saber se o pudim está pronto em banho-maria:

1. Escolha uma panela ou forma que seja grande o suficiente para acomodar a forma do pudim. Certifique-se de que a forma do pudim possa se encaixar confortavelmente dentro da panela ou forma ou compre um conjunto de panela para banho maria, vale muito a pena.

2. Coloque a forma do pudim dentro da panela ou fôrma e verifique se ela fica nivelada. Isso ajudará a evitar que a água entre no pudim durante o processo de cozimento.

3. Encha a panela ou forma com água quente suficiente para chegar a cerca de metade da altura da forma do pudim. Certifique-se de que a água esteja quente, mas não fervendo.

4. Pré-aqueça o forno à temperatura indicada na receita do pudim.

5. Prepare a "massa" líquida do pudim para assar de acordo com a receita.

6. Despeje a mistura do pudim na forma preparada para assar.

7. Com cuidado, coloque a panela ou forma com o pudim dentro do forno pré-aquecido. Certifique-se de não derramar água do banho-maria no pudim.

8. Deixe o pudim cozinhar no forno de acordo com o tempo e a temperatura indicados na receita. Durante o processo de cozimento, a água do banho-maria irá ajudar a aquecer suavemente o pudim e a cozinhá-lo de maneira uniforme.

Temperatura do forno para pudim, pudim com furinhos ou sem furinhos?

Em geral, a temperatura alta para pudim no forno gera pudim com furinhos (200 a 220C), e a temperatura do forno baixa para pudim, que gera um cozimento mais lento, (150 a 180 C, em média) gera um pudim mais lisinho, sem furinhos. 

Como saber se o pudim está pronto em banho-maria

9. Após o tempo de cozimento indicado, verifique se o pudim está cozido inserindo um palito ou uma faca no centro dele. Se sair limpo, significa que o pudim está pronto. Se sair "arrastando bastante massa do pudim", deixe-o assar por mais alguns minutos e verifique novamente.

10. Retire o pudim do forno e da panela ou forma com cuidado. Deixe-o esfriar completamente antes de refrigerar por algumas horas ou durante a noite, para firmar.

Pronto! Agora você tem um pudim perfeito cozido em banho-maria. Lembre-se de seguir a receita específica do pudim que você está preparando para obter melhores resultados.

O livro do pudim

.

Esse livro tem muitas receitas de pudim, diferentes e deliciosas. Recomendo para você ter em casa. Compre o livro do pudim na Amazon

E porque se usa o banho maria? Qual a vantagem do banho maria?

O uso do banho-maria na culinária, especialmente ao cozinhar pudins e outros pratos delicados, oferece várias vantagens:

1. Cozimento uniforme: O banho-maria proporciona um calor suave e uniforme ao redor da forma do pudim. Isso evita que a parte externa do pudim cozinhe muito rapidamente enquanto o centro permanece cru. O calor indireto e suave do banho-maria ajuda a obter uma textura macia e uniforme em todo o pudim.

2. Prevenção de queima: Ao cozinhar em banho-maria, a água atua como uma barreira térmica entre a fonte de calor direto (forno) e a forma do pudim. Isso ajuda a prevenir o superaquecimento ou a queima do pudim, porque a temperatura da água não ultrapassa o ponto de ebulição.

3. Evita rachaduras: A temperatura suave e uniforme do banho-maria ajuda a prevenir rachaduras na superfície do pudim durante o cozimento. O calor excessivo pode fazer com que a superfície do pudim cozinhe muito rápido, formando rachaduras indesejadas.

4. Textura suave: O calor suave do banho-maria contribui para uma textura final mais suave e sedosa no pudim. A cocção lenta e gentil permite que os ingredientes se misturem de forma homogênea, resultando em uma consistência agradável e uniforme.

5. Cozimento controlado: O banho-maria oferece um ambiente de cozimento controlado, permitindo que você acompanhe de perto o processo. Se necessário, você pode ajustar a temperatura da água do banho-maria para controlar a taxa de cozimento e obter os resultados desejados.

Em resumo, o banho-maria é uma técnica valiosa ao cozinhar pudins e outros pratos delicados, pois proporciona um cozimento suave, uniforme e controlado, evitando queima, rachaduras e garantindo uma textura perfeita.

Precisa de fôrmas para bolo e pudim?

Fôrmas para pudim

Precisa de fôrma para banho maria para pudim?


0 comentarios

Gostou do que leu? Comente aqui ou compartilhe a postagem